Flexibilidade e sua importância no dia a dia

Primeira prova de corrida – fique atento aos detalhes
7 de agosto de 2016
Nenhum sucesso nos negócios justifica um fracasso na saúde
20 de abril de 2017

Alongar? Treinar flexibilidade? Realmente estamos dando a devida atenção a isto?

No dia a dia é comum em academias encontrar pessoas muito preocupadas com estética (emagrecer, hipertrofia), e nada atentas a flexibilidade. Mas o que isso importa?

Ter flexibilidade é algo essencial para a nossa vida porque está diretamente relacionada à realização de tarefas simples do dia a dia.

A flexibilidade é muito importante para nossa saúde e movimentação corporal, independente de condição física e idade. Todos estão acostumados a imaginar que a flexibilidade é importante apenas para os atletas e principalmente àqueles que praticam esportes. Porém não, desde o mais sedentário até o indivíduo mais atlético, ambos devem treinar sua flexibilidade com exercícios específicos, fazer alongamentos diários ou no mínimo semanalmente. Claro que cada pessoa tem suas limitações e com elas a necessidade de fazer mais ou menos, mas, todos devem fazer.

Veja abaixo dois exemplos de movimentos simples do dia a dia, o qual muitas pessoas já não conseguem realizar. Tocar os pés parece simples não é mesmo?


Agora estenda seus joelhos de pé ou sentado no chão e tente tocar seus pés. Conseguiu? Caso não, é necessário rever seu treinamento e dar mais atenção aos alongamentos, a longo prazo esse encurtamento pode refletir em sua postura, saúde e limitação de muitos movimentos. Vale lembrar que citei apenas dois exemplos mais comuns, existem muitos outros.

Uma boa flexibilidade promove inúmeros benefícios:

Melhor rendimento nas tarefas diárias (agachar, levantar, pegar objetos, etc);

Melhor coordenação motora na realização dos movimentos;

Maior capacidade de prevenção no caso de lesões musculares e articulares;

Melhora da postura corporal;

Menor incidência de quedas, por encurtamentos musculares e articulares (principalmente no caso dos idosos);

Prevenção de lesões no trabalho por esforços repetitivos (LER);

E quando falo em treinar flexibilidade, não estou me referindo aquela ”alongada” clássica de 2 minutos pré ou pós treino a qual muitos estão habituados a fazer na musculação, corrida, etc. Um treino eficiente de flexibilidade, visando apenas mobilidade articular (não estou falando de esporte de alto rendimento) deve ser feito com uma duração média de 10 a 15 minutos, com calma, movimentos lentos e em sincronia com a respiração. Alguns casos necessitam de atenção de um fisioterapeuta para reabilitação postural, mas na maioria da vezes um educador físico bem capacitado pode lhe ajudar a trabalhar essa qualidade física e aprimorar ainda mais. Não espere perder seus movimentos para alongar, prevenir é muito mais simples e fácil.

Bons treinos!

Filipe Barbosa

Coach em qualidade de vida e Emagrecimento

[social_share style=”bar” align=”horizontal” heading_align=”inline” text=”FBfitnesscoach” heading=”” facebook=”1″ twitter=”0″ google_plus=”0″ linkedin=”0″ pinterest=”0″ link=”https://www.facebook.com/filipebarbosacoach/” /]

PLANOS