Exercício físico e saúde mental

Como EMAGRECER de forma efetiva
1 de abril de 2020

Nas últimas décadas, observou-se um aumento significativo da prevalência de transtornos de humor na população adulta no mundo. Cerca de 20% das pessoas já passaram por algum algum tipo de transtorno ou ainda vãopassar.  Algumas condições como estresse, ansiedade, depressão, fobias e pânico são exemplos desses transtornos. O estresse e a ansiedade são os sintomas mais comuns e fáceis de se identificar atualmente. As consequências negativas desses sintomas a saúde são muitos, e os mais identificados são queda na produtividade profissional, vontade de não fazer nada e negatividade excessiva.

Ai com tudo isso temos duas opções de tratamentos que são os mais comuns;

1) utilização de medicamentos (em caso mais severos), que podem causar dependência, sonolência e até disfunção sexual;

 2) Atividade física, que também tem comprovação cientifica de sua eficácia no tratamento a esses transtornos, e de brinde acompanha muitos outros benefícios como consequência a sua prática;  

Exercício físico e transtornos de humor: Como o exercício vai me ajudar??

A ideia de incluir os exercícios em uma rotina onde há diagnósticos de alguns desses transtornos é justamente reduzir ou eliminar a necessidade do uso de medicamentos. Outro ponto é aumentar a qualidade de vida, já que o exercício físico promove muitos outros benefícios como:  Melhora no condicionamento físico, diminuição da perda de massa óssea, aumento da força e massa muscular, redução da gordura corporal (controle da obesidade) , melhora do humor e sensação de bem-estar. Isso tudo porque o exercício físico libera alguns neuroquímicos como serotonina, dopamina, e noradrenalina que são responsáveis por deixar a pessoal mais relaxada, atenuando a sensação de medo e outros sintomas depressivos. Na hora do exercício você cansa e muito, porém, depois vem a sensação mais esperada de prazer, relaxamento e sensação de dever cumprido.

            No que diz respeito ao sistema nervoso, estudos demonstram que o movimento (exercício) é tão essencial que o cérebro não só precisa, mas requer atividade física regular para funcionar de modo adequado.    

De forma geral, décadas de estudos vêm demonstrando que os efeitos do exercício para o cérebro e corpo são únicos no sentindo de melhorar a saúde mental, funções cognitivas e reduzir fatores periféricos de risco como hipertensão, resistência a insulina e e obesidade (nunca foi tão falado nesses fatores como agora nessa pandemia de corona vírus).

E com toda essa informação e comprovação cientifica eu fico aqui me perguntando como que algumas pessoas ainda não buscam essa forma de ‘’terapia’’ visto que é a menos invasiva e mais barata. Sim, exercício físico pode ser feito em qualquer lugar e a qualquer hora e até sem custo algum.

De uma forma bem resumida a ideia desse texto é mostrar a importância do exercício físico para controlar o estresse e melhorar a qualidade de vida. Note que eu não falei em momento algum aqui em ser um atleta, treinar todos os dias, ou viver do esporte. Minha recomendação é simples e curta: Se exercite!!!

O exercício é uma ótima válvula de escape para sua rotina estressante e cheia de problemas!

Filipe Barbosa
Filipe Barbosa
Personal Trainer
PLANOS