CORREDOR NA ACADEMIA: O QUE VOCÊ PRECISA?

“Atletas de final de semana” devem redobrar cuidados com os joelhos
3 de agosto de 2015
Saiba como ter qualidade de vida com equilíbrio entre saúde e bem estar
10 de novembro de 2015

Fazer um trabalho adequado de fortalecimento é muito importante para o corredor. Por isso, muitos corredores se matriculam em academias na busca de melhorar o rendimento, além de reduzir as chances de sofrerem uma lesão durante a prática deste esporte. Mas o que é melhor para este tipo de esportista? O que deve ser feito na musculação?

É mais do que claro que o fortalecimento muscular é fundamental na prevenção de lesões. Se o volume do treino começa a aumentar, juntamente com a chegada de competições, o fortalecimento se torna ainda mais importante. Para o preparador físico e fitness coach, Filipe Barbosa, a musculação pode mudar – para melhor – a capacidade do corredor. “Adquire-se força, potência e resistência muscular, o que contribui positivamente para a performance na corrida, proporcionando maior eficácia mecânica e melhora do desempenho”, diz.

 

Com a regularidade na corrida e pouca musculação, o sistema respiratório acaba evoluindo mais do que a musculatura. De acordo com o treinador, o fortalecimento também precisa ganhar destaque. “O bom fôlego é garantido com a corrida. Mas é preciso que os músculos e articulações correspondam.”

O que fazer na academia? 

 

afundo1

Para o corredor que está em uma academia, o ideal é focar em exercícios para melhorar a capacitação articular. Treinos incluindo agachamento, propriocepção, afundo e até mesmo o levantamento olímpico são excelentes para o desenvolvimento da biomecânica do corpo e do equilíbrio. Dentro disso, é importante compreender que as atividades com pesos livres melhoram a coordenação motora.“Já as maquinas, por terem movimentos restritos e diminuírem o risco de erro, acabam sendo uma boa alternativa para iniciantes”, completa o professor

Agachamento-livre-com-barra

 

Frequência 

O trabalho de fortalecimento deve ser feito de maneira correta e completa. Não se pode dar prioridade somente para um grupo muscular, mas, sim, para todos.  Adaptar o corpo com um planejamento adequado pode fazer toda a diferença, evitando possíveis lesões. Para o iniciante, por exemplo, são necessário treinos de musculação até três vezes por semana. Já para indivíduos mais avançados, é indicado treinar quatro vezes por semana. “Muito importante adaptar o seu programa de musculação com o de corrida, evitando o trabalho nos dias dos treinos de corrida mais fortes”, diz o professor.

Reabilitação

A musculação também é importante para os corredores que estão se recuperando de lesões. O trabalho especifico de fortalecimento para as principais áreas lesionadas são importantes para a recuperação da lombar, joelhos, pés e quadril.

 

 

fonte: http://www.suacorrida.com.br/trabalho-muscular/corredor-na-academia-o-que-voce-precisa/

PLANOS